O aluno, além das mudanças próprias do início da adolescência, precisa conquistar mais autonomia, mais independência, considerando:

(a) maior número de áreas do conhecimento (são nove);

(b) diferentes espaços que contribuem para o amadurecimento;

(c) necessidade de trabalhar em equipe, em colaboração, de saber dialogar, expor suas dúvidas/ opiniões e procurar apoio dos educadores e/ou gestores, sempre que necessário;

(d) respeito e cumprimento dos horários;

(e) disciplina, limite, dedicação, compromisso e prazer em estudar, fundamentais para o sucesso acadêmico;

(f) pontualidade e assiduidade.

A avaliação da aprendizagem dos alunos é realizada pelos docentes e pela Escola. É parte integrante da Proposta Pedagógica, ocorre em diferentes momentos e vale-se de alguns instrumentos: registro de observações, trabalhos individuais e coletivos, testes escritos/orais, pesquisas, registros sobre atitudes, hábitos e habilidades, autoavaliação e participações, tendo como referência o alcance dos objetivos.

 

A autonomia e o senso crítico são trabalhados, a fim de preparar o aluno do Ensino Fundamental II a enfrentar os desafios do Ensino Médio.